Como trabalhar no desenvolvimento de um Website Responsivo?

//Como trabalhar no desenvolvimento de um Website Responsivo?

Como trabalhar no desenvolvimento de um Website Responsivo?

2017 viu um aumento significativo no número de pessoas que se voltaram para o Web Design responsivo como uma solução de fornecer uma experiência consistente em diferentes resoluções de tela.

Aqui está o porquê.

Os visitantes da Web esperam uma experiência semelhante, independentemente do dispositivo que estão usando. Portanto, se uma pessoa visita seu site e não está otimizada para sua máquina, há uma boa chance de que ela acabe deixando e não volte.

Design de um Website responsivo: O que o Google recomenda

O Google saiu com algumas recomendações e ferramentas para ajudar os webmasters a melhorar o desempenho em dispositivos de smartphones. Se você quiser classificar bem com o Google e ganhar pontos com seus visitantes (e quem entre nós não?), Vale a pena escutar.
A pesquisa mostrou que, se houver um atraso maior que um segundo, ele pode interromper o trem de pensamento do usuário e levar a uma experiência de usuário pobre.

O Google recomenda que sua página da web não precise ser carregada dentro desse prazo, mas, ao priorizar o conteúdo acima do dobrinho enquanto o resto da página web é carregado em segundo plano, isso deve ser alcançável.

O Google recomenda que o tempo de resposta do seu servidor seja inferior a 200ms e outros 200ms para o conteúdo acima da dobra em sua página para renderizar.

Eles também recomendam que:

• O número de redirecionamentos deve ser minimizado
• O número de ida e volta ao primeiro render deve ser minimizado
• Evite o bloqueio externo de JavaScript e CSS no conteúdo acima do dobro
• Otimize a execução do JavaScript e o tempo de renderização.
Mas há outro problema aqui.

Páginas da Web estão ficando maiores

O tamanho médio da página da web é agora um forte 1532 kB e cresce cada dia. Isso é ruim para os proprietários e usuários do site. Você não precisa ser um especialista para saber que as páginas maiores levam a um desempenho mais lento e a maiores custos de banda larga.
Embora as páginas maiores tenham um impacto nos usuários de desktops, as pessoas que isso mais afeta a maioria é de usuários móveis. As pessoas usam seus telefones inteligentes para descobrir informações, pois são rápidas e fáceis de fazer, mas com o crescente golpe de página, pode levar muito tempo para carregar uma página da Web em um dispositivo móvel, especialmente se você estiver usando o 3G.

À medida que as páginas da Web continuam a aumentar e a demanda cresce para uma página perfeitamente otimizada para todos os dispositivos, é importante que seus designers e desenvolvedores dê prioridade ao desempenho e estabeleça um orçamento de desempenho para o seu projeto.

Vejamos como você poderia fazer isso…

# 1 Definir um orçamento de desempenho

Um orçamento de desempenho é um limite predeterminado na velocidade ou tamanho total de uma página. Como um orçamento financeiro, ele serve como um limite para gastar. Isso significa que, se novas páginas ou elementos precisam ser adicionados ou alterados, você deve garantir que haja espaço suficiente dentro do “orçamento”.

Se você achar que adicionar um novo elemento significa que você excederá seu orçamento, você precisará tomar uma decisão para otimizar um recurso existente, por isso é menos complexo ou mais rápido, remova completamente um recurso existente ou não adicione o novo recurso.

# 2 Otimizando imagens em design de um Website responsivo

Um dos maiores problemas com páginas web inchadas e carregamento lento da página em sites responsivos são imagens. Especialmente com o crescente número de “Retina Devices”, as pessoas querem imagens de alta resolução para seus sites e é importante que as páginas não se confundam com arquivos de imagem de 1mb.
Para gerenciar isso, você pode usar um serviço, como imagens adaptáveis. É um script PHP muito pequeno que detecta o tamanho da tela e depois redimensiona automaticamente, armazena em cache e serve uma versão reduzida da imagem. O software também pode ser personalizado, para que você possa definir a qualidade das imagens e o cache do navegador.
Algumas pessoas podem argumentar que os provedores de serviços móveis já compram imagens automaticamente, mas, infelizmente, isso nem sempre é o caso com todas elas.

# 3 Habilitar Compressão

Você deve compactar seus recursos usando o gzip para reduzir o número de bytes que uma página está enviando através da rede. Isso tornará muito mais fácil para os usuários acessar e navegar seu site com páginas de carregamento mais rápidas, além de tornar mais eficiente o uso de seus recursos de servidor web.

Além disso, você deve ministrar CSS e JavaScript, removendo as quebras de linha desnecessárias e espaço em branco, pois isso ajudará a reduzir o tamanho dos arquivos e aumentará a velocidade que eles são baixados e analisados.

# 4 Excluir elementos de página desnecessários

É fundamental que você entenda como seus diferentes elementos de página são usados pelos usuários, pois facilita a determinação de quais elementos podem ser removidos para melhorar o desempenho.

Como um exemplo hipotético, você pode querer testar um novo widget em uma página da Web que mostra seus depoimentos, mas adicioná-lo excederá seu orçamento de desempenho. Na página da Web, você possui três formulários de inscrição de e-mail em diferentes locais. Se você tiver sua configuração de análise corretamente, você saberá qual formulário está fornecendo o menor número de inscrições de e-mail, e você pode removê-la facilmente em favor do novo widget de testemunho.

Para outras páginas, pode valer a pena excluir pedidos de terceiros, como botões de compartilhamento social. Carregar os botões de mídia social do Facebook, Twitter e Google para um total de 19 pedidos leva 246.7k na largura de banda. Se uma página responsiva não depende muito do compartilhamento social como sua principal fonte de tráfego, talvez seja sensato removê-los.

# 5 Escolha a solução de hospedagem certa

Não importa quantos ajustes você faça no seu site, muitos dos desempenhos se reduzem à qualidade dos servidores que você está usando.
Existe uma grande variedade de pacotes de hospedagem diferentes oferecendo uma variedade de benefícios e estruturas de preços complexas, de hospedagem compartilhada barata que custa poucos dólares por mês, serviços em nuvem e servidores dedicados totalmente gerenciados custando centenas de dólares por mês.

É importante investir tempo na pesquisa de pacotes de hospedagem na web para garantir que você obtenha o melhor valor para o dinheiro e pode alcançar o desempenho que seus usuários exigem.

Você pode começar olhando o desempenho de seus concorrentes e sites em diferentes nichos para ver quais são os mais rápidos. Depois de saber quais sites executam o melhor, você pode inserir seus detalhes em host.diletec.com.br, que mostrará qual o provedor de hospedagem que eles estão usando, bem como avaliações quanto à qualidade do suporte ao cliente e problemas com o tempo de inatividade.

Se você ainda não tem certeza se o investimento em uma configuração de servidor mais robusta vale o investimento adicional, considere isso: o Google usa a velocidade da página como um fator de classificação e há uma correlação entre o tempo do primeiro byte (TTFB) e os rankings de pesquisa.

Sites com um menor TTFB respondem mais rápido e têm melhores rankings de pesquisa do que os locais mais lentos com um TTFB mais alto.
Além disso, cada segundo extra que leva para o seu site carregar, causará uma queda de 7% na sua taxa de conversão.

# 6 Use uma rede de entrega de conteúdo para conteúdo estático

A Content Delivery Network (CDN) é uma rede de diferentes servidores que duplicam seu conteúdo através deles; Isso melhora o desempenho, fornecendo o conteúdo com base em quão perto seus usuários estão com o servidor determinado pelo número mínimo de nós.

Por exemplo, se um CDN tiver servidores em Londres, Texas e China, um usuário da Índia provavelmente veria conteúdo no servidor na China, onde, como um usuário de Paris, provavelmente será entregue o conteúdo através do servidor de Londres.

Ao escolher uma rede de entrega de conteúdo, as pessoas tendem a considerar velocidade e largura de banda.

Para maximizar a velocidade, você precisará certificar-se de que seu provedor possui locais de servidores próximos da maioria do seu público-alvo. Por exemplo, se o seu público estiver principalmente no Reino Unido, é importante que o seu CDN tenha servidores no Reino Unido, na França ou na Irlanda.

Quanto à largura de banda, veja suas estatísticas mensais no seu painel de controle de hospedagem normal. Se você usa somente 5 GB de largura de banda por mês, não faz sentido optar por pacotes maiores. Você deve considerar comprar um pacote um pouco acima dos seus requisitos atuais para permitir o crescimento.
As redes de entrega de conteúdo mais populares são MaxCDN e Cloudflare, que oferecem planos de inicialização muito acessíveis.

Depois de passar por esse processo e seguiu as diretrizes recomendadas pelo Google, você deve testar seu site com a Ferramenta PageSpeed. Ele irá mostrar-lhe o quão bem o seu site executa e fazer as recomendações necessárias para novas melhorias.

Bom para o Google e para seus usuários móveis

Ao seguir estas etapas e seguindo as diretrizes que o Google forneceu, seu website responsivo será otimizado para o desempenho e proporcionará aos seus usuários uma ótima experiência.

By |2017-09-18T00:26:15+00:00setembro 18th, 2017|criar sites|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário